Por se tratar de um programa que tem como porta de entrada o “Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Medicamentos”, os desafios atuais do PPgDITM são mostrar para o aluno que está no mestrado/ graduação e para aquele profissional que já se encontra no mercado de trabalho a importância da sua qualificação em nível de uma pós-graduação; buscar parcerias com o setor privado. O DITM através do seu escopo de atuação na pesquisa coloca como prioridades em seu dia a dia contemplar todas as etapas de cadeia produtiva do medicamento e chegar ao uso do produto, no caso o medicamento pela população. Para atingir nossas prioridades adotamos como perspectiva que o nosso ponto de partida é o desenvolvimento da pesquisa com ética, vendo no nosso discente o divisor de águas, e para tanto nossa estrutura curricular oferece oportunidades de qualificação para a vida acadêmica e para a vida fora da academia, como exemplo, para a indústria farmacêutica. A multidisciplinaridade do DITM que pode ser vista através das suas linhas de pesquisa; “Desenvolvimento de produtos e processos farmacêuticos”; “Tecnologias Analíticas e Produtivas”; e “Ensaios não-clínicos e Clínicos” e o potencial científico da sua equipe nos faz vislumbrar a ampliação de colaborações internas e externas, o esforço na internacionalização; e expandir o diálogo com setores não acadêmicos para maior inserção da produção técnico-científica do DITM com o setor privado através de parcerias com a indústria farmacêutica e o setor médico-hospitalar. Outro ponto que vislumbramos é o empreendedorismo e para tanto estamos buscando empresas para expormos esse potencial do DITM. Exemplos claros desse potencial é a síntese de novas moléculas que podem gerar medicamentos mais potentes e menos tóxicos, a produção de fitoterápicos, fitocosméticos ou até mesmo nutracêuticos.